quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Ypiranga vence o Vera Cruz e entra no G-4

Redação

Ontem à noite o Ypiranga dependia de alguns resultados além da sua vitória para entrar no grupo dos quatro colocados que jogarão as semifinais do Campeonato Pernambucano 2010 (derrotas de Salgueiro e Santa Cruz).

Tudo deu certo, mesmo não jogando um futebol de encher os olhos, a Máquina fez 1x0, o Salgueiro e também o Santa Cruz perderam seus jogos, o Ypiranga agora está no tão sonhado G-4.

E para o Vera Cruz, restou cantar um amargo parabéns no dia do seu aniversário de 50 anos, já que nem mesmo no Pernambucano de Juniores o Galo das Tabocas comemorou vitória.

Confira a análise de alguns lances do jogo:

Começo de jogo
motivado

O Vera Cruz começou a partida parecendo que honraria o aniversário para a torcida que compareceu em bom número, vinda de Vitória de Santo Antão, mas logo com 1' de jogo, Fagner recebeu bola em impedimento do Mago Rosembrik, que estava muito inspirado.
Finalmente Fabrício!
Aos 7', após armar jogada com o Mago, Fabrício, dentro da área, tocou, passou, recebeu, arrematou e finalmente fez o torcedor explodir de alegria gritando o seu nome, 1 x 0 e muita comemoração do torcedor Alviazulino.
Que furada
Aos 11', no meio de campo, o lateral direito Kennio deu uma furada, mas daquelas de "Troféu Mustela", sorte que foi longe do gol de Geday, que voltou ao time por contusão de Mondragon.
Caça ao Mago
Rosembrik estava inspirado, armando belas jogadas e foi caçado impiedosamente pelo time do Vera Cruz, principalmente por Mizael e Rodrigo, que chegaram a derrubar o Mago em lances preocupantes no primeiro tempo, os dois receberam cartões amarelos.
Kennio apagado em campo
O eficiente lateral direito Kennio fez uma partida muito aquém do esperado, errando muitos passes e dando muitos espaços, vindo para o meio de campo e subindo, deixando espaços na área ocupada por ele na cancha.
Três amarelos!
Fagner não enfrentará o Santa Cruz no próximo domingo, devido ao terceiro cartão amarelo, recebido por um lance infantil no primeiro tempo, no setor intermediário de campo.

Geday!

O goleiro da Máquina esteve bem no jogo, defendendo algumas bolas perigosas tomando alguns sustos e passando segurança na meta defendida por ele.

Dribles desconsertantes

Fagner, depois que esteve no Globo Esporte nacional por sua frustada pedalada contra a Acadêmica Vitória, tentou se redimir contra o outro time da Terra da Pitú, dando bons dribles, perdendo algumas bolas tentando entreter a torcida, no resumo da obra, jogou um futebol razoável.

Assis em campo
Depois de fazer seu primeiro gol no Pernambucano 2010, Fabrício sentiu uma 'fisgada' na coxa esquerda, caiu em dores, foi substituido por Assis, tanto o que saiu como o que entrou foram aplaudidos.

Olha a bomba!

Marcone voltou ao time titular por causa da suspensão automática de Luiz Eduardo, não comprometeu e aos 41' quase marcou em cobrança de falta, uma verdadeira patada, a média distância do gol.

Bruno tenta duas vezes

O lateral esquerdo (improvisado) Bruno encerrando os trabalhos na primeira etapa infernizou a meta do arqueiro Léo duas vezes seguidas aos 42', primeiro em um belo chute cruzado, que virou escanteio, na cobrança do tiro esquinado, tentando (talvez sem querer) o gol Olímpico.

Vera Cruz volta assustando
No intervalo o técnico Pêu Santos conversou com seus comandado e o "papo" deve ter sido motivante, pois em algumas oportunidades o Galo das Tabocas mandou chumbo grosso contra a meta de Geday, primeiro com Gilberto de dentro da área, depois em jogada destruída por Juninho Borracha, por fim, com Vassoura que acertou o travessão.

Sequencia de erros e o Ypiranga perde a chance de matar o jogo

Em jogada inusitada, Lismar arrancou, tentando tocar para Fagner errou, quase recuando a bola, mas Negretti também errou, a bola acabou sobrando nos pés de Fagner, que mandou por cima do gol.

Capoeira?

Geday se atrapalhou com a bola aos 20' do segundo tempo e tentando resolver a 'bronca' deu uma avoadora na bola, lembrando um lance de artes marciais ou mesmo um lance de Capoeira, o menino gosta de emoção...

O aniversário é do
Vera Cruz mas o presente é todo seu!
Não, não trata-se de uma promoção de alguma loja, mas sim das trapalhadas da defensiva do Galo das Tabocas, louca para entregar o jogo, o zagueiro Negretti atuou de forma muito confusa e também o goleiro Léo que deu algumas saídas do gol de forma desastrosa, quase resultando em gols da Máquina.

A chance de Assis é desperdiçada

E olha que quando Fabrício não marcava era dele que a torcida lembrava e gritava o nome, mas na chance de se consagrar, após pênalti sofrido por Bruno, aos 35', Assis chamou a 'responsa' pegou a bola e pôs na marca da cal, mas na hora do chute, praticamente 'deu o canto' em que ia bater, resultado, Léo defendeu, no rebote, Romarinho também perdeu o gol. No fim das contas, Ypiranga 1 x 0 Vera Cruz

Ficha do jogo:

Ypiranga 1 x 0 Vera Cruz
Preliminar: Campeonato Pernambucano de Juniores - Ypiranga 1 x 0 Vera Cruz

Estádio Otávio Limeira Alves, em Santa Cruz do Capibaribe-PE
Horário: 20:30

Árbitro: Neilson Santos
Auxiliar N.º 1: Erich Bandeira
Auxiliar N.º 2: Roberto José
4º Árbitro: Ricardo Jorge

Gols:
Ypiranga: Fabrício aos 7'

Cartões amarelos:
Ypiranga: Marcone, Lismar e Fagner
Vera Cruz: Negretti, Rodrigo, Mizael, Alcimar e Vassoura.

Público: 5193
Renda: R$ 11.796,00

Ypiranga: Geday, Kennio, Marcone, Bebeto e Bruno; Jair, Lismar, Juninho Borracha e Rosembrik (Romarinho); Fagner (Tiago Santos) e Fabrício (Assis).
Téc.: Neco

Vera Cruz: Léo, Ricardo, Joelson (Luiz Carlos), Negretti e Demir; Fábio, Rodrigo, Mizael e Alcimar (Vassoura); Gilberto e Rafael Freitas
Téc.: Pêu Santos

Um comentário:

susan disse...

I recently came across your blog and have been reading along. I thought I would leave my first comment. I don't know what to say except that I have enjoyed reading. Nice blog. I will keep visiting this blog very often.

Susan

http://texasholdpoker.info